Neste carnaval de 2017, muitas pessoas de diversos pontos do Brasil, resolveram fazer um tipo de folia diferente, andar no Caminho das Missões a pé ou de bicicleta, perfazendo os diversos trechos possíveis que percorrem as velhas estradas, estâncias de gado e Ruínas dos 7 Povos das Missões. São locais históricos que remontam o início do cristianismo entre os nativos da América Latina.

No percurso estão o Patrimônio Cultural da Humanidade de São Miguel das Missões, três Patrimônios Nacionais – São João Batista, São Lourenço e São Nicolau. Lugares de milagres como o Caaró em Caibaté, que é o local da morte de dois Santos da Igreja – Santo Roque Gonzales de Santa Cruz e Santo Afonso Rodrigues, representativo também do Santo João de Castilho, morto em Assunção do Ijuí. A canonização dos três Santos Missioneiros se deu por cura de câncer, conforme processo canônico. Outros locais visitados são São Borja e São Luiz Gonzaga. Os roteiros sempre têm sua chegada no município de Santo Ângelo em frente a Catedral que homenageia o Anjo da Guarda.

Desde agosto de 2001 turistas peregrinos percorrem as Missões. Os motivos de caminhar vão desde a busca de espiritualização, conhecimento histórico, interação com o mundo gaúcho, auto-conhecimento e a busca pela aventura. Em recente pesquisa podemos ler o que disse o caminhante Mauro Cesar Galhiane: “O Caminho das Missões me trouxe uma experiência indescritível do ponto de vista emocional, testando limites do corpo físico e alimentando o corpo espiritual com toda a atmosfera que inunda o caminho. Preenche-nos de forma a desfrutarmos sensações inexplicáveis”. Já Marcelo Muraro afirmou: “Psicologicamente é um teste que nos remete a profundos questionamentos sobre nós mesmos, nossa vida, nossos valores e nossas crenças. Como turismo, paisagens fantásticas de coxilhas com plantações e reservas de matas que nos fazem sublimar o cansaço e desgastes”.

Desde o seu lançamento, muitos milhares de peregrinos já percorreram o Caminho das Missões e em datas especiais como o Carnaval sua procura se deve a ser uma alternativa que permite se adaptar as agendas, pois os roteiros são de 14, 8, 6, ou 3 dias, estes na parte brasileira. Em Setembro deste ano será lançado o Caminho das Missões Internacional que sairá do Paraguai – redução de San Ignácio Guazú, a primeira dos 30 Povos Jesuítico-Guarani, seguindo por monumentos até entrar na Argentina e entrando no Brasil por Porto Xavier, unindo-se em São Nicolau com o atual caminho, seguindo pelos demais povos, até chegar a última redução que é Santo Ângelo. Este novo caminho será de 29 dias e está sendo apoiado pelos Ministros de Turismo do MERCOSUL.

Para as pessoas interessadas, é importante saber que o Caminho das Missões pode ser feito durante o ano todo e deve ser agendado de forma individual ou participar de grupos em datas de saídas específicas pelo e-mail atendimento@caminhodasmissoes.com.br, ou pelo telefone 55.3312.9632. Maiores informações podem ser buscadas na página www.caminhodasmissoes.com.br.

Pin It on Pinterest